Disfunção erétil – Impotência sexual

Disfunção Erétil. Embora, a sexualidade vem tomando total importância através dos tempos, não apenas só através de meios de comunicação, como também, em literatura medica.

O engajamento maior em publicações de estudo sexual,  vem tomando rumo desde dos anos 50, e aumentou cada vez mais após o surgimento das pílulas anticoncepcionais com a liberação sexual nos anos 70. As medicações eficazes vias orais trouxe um novo impulso para o assunto.

A disfunção erétil está definida como ser incapaz de obter e/ou manter uma ereção suficiente para uma vida sexual satisfatória, assim sendo, um dos problemas médicos mais freqüentes no campo de disfunção sexual masculino. Como apontam os estudos, que demonstraram em torno até 52% dos pacientes entre 40 e 70 anos apresentam algum grau de disfunção erétil.

De acordo com o estudo, os pacientes entre 40 e 70 anos, muitos identificam a impotência sexual como uma conseqüência natural do envelhecimento, que são causas do índice baixo de procura de auxilio medica.

A  procura de um especialista, não tem só a finalidade de melhorar na qualidade de vida, como também, prevenir  algumas doenças associadas a disfunção erétil, como a possíveis causas de um fator preditivo de doença coronariana; ou seja, com a dificuldade de ereção pode acarretar alterações nas artérias coronárias que são capazes de evoluir para um infarto ou isquemia cárdicas.

Impotência sexual – Causas

No entanto, as causas mais comuns para desenvolver a disfunção erétil, está relacionada a diabetes, colesterol alto – Com níveis elevados é possivelmente ocorrer o entupimento de veias e artérias e podendo evoluir para doenças cardiovasculares-, hipertensão arterial, tabagismo, com também, a obesidade.

Um dos principais relacionadas a maioria dos caso está o fator psicológico- ansiedade extrema, estresse- e medicações que pode vir afetar diretamente o seu desempenho sexual.

Alias, outro fato importante, é quando o homem chega na época de deficiência androgênica do envelhecimento masculino conhecido como ANDROPAUSA- da mesma forma que mulheres após os 45 entram na menopausa, que seria a alteração de hormônios ou falta deles o homem é identificado com a Andropausa.

No entanto, com a diferença de que nos homens a função de produção de testosterona pelos testículos decline progressivamente podendo causar a diminuição do desejo sexual, afetando a ereção, o déficit hormonal podendo desencadear também a osteoporose, alteração de memória, depressão e fraqueza muscular.

Entretanto, as alterações sobre o desempenho sexual masculino têm tratamento médico e medicações para que possa prevenir e tratar de maneira correta para que possa volta a sua qualidade de vida.

2 thoughts on “Disfunção erétil – Impotência sexual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *