Disfunção erétil: o que fazer?

Antes da criação de remédios para aumentar o desejo sexual, não era comum dizer palavras como disfunção erétil e impotência sexual.

A incapacidade para ter e manter uma ereção era assunto comum nos jornais, revistas e até programas de comédia. Apesar de existir remédios para aumentar o desejo sexual e tratar esse temido problema, simples alterações na alimentação e estilo de vida em geral podem espantar esse mal.

Sintomas

Não conseguir de ter ou manter uma ereção satisfatória.

Causas

Diversas condições são capazes de trazer malefícios a saúde dos vasos sanguíneos, como problemas cardíacos, diabetes, pressão alta, fumar ou consumir álcool em excesso. Ademais, problemas psicológicos como estresse, ansiedade e depressão podem também ser a causa do problema.

Estratégias de prevenção

Se alimente como os romanos

A dieta do mediterrâneo é rica em gorduras saudáveis como o ômega 3, encontradas em alimentos como o abacate. Essa dieta é também rica em frutas, verduras, sementes, legumes, grãos integrais e peixe, e em pobre em carne bovina.

De fato, estudiosos da Itália compararam 100 homens com disfunção erétil a outros 100 que não sofrem com esse problema e encontraram resultados interessantes: Os homens que a dieta era mais parecida com a dieta do mediterrâneo tinham menos chances de ter impotência sexual.

Os cientistas acreditam que o motivo isso ocorre por que a dieta mediterrânea é rica, de fato, em antiinflamatórios. Inflamações fazem com que placas de gorduras se aglomerem aos vasos sanguíneos, uma vez que pode bloquear ou diminuir a quantidade de sangue que deveria ir para o pênis durante uma ereção.

Tenha um esporte como hobby

Além de fazer bem para os músculos, a atividade física pode trazer benefícios para a ereção.  Aqueles que são fisicamente ativos na meia-idade diminuem as chances de sofrer com disfunção erétil e baixa libido em até 70%.

Independente do tipo de exercícios físico praticado, se manter ativo diminui as chances de ter problemas de ereção mais que parar de fumar, emagrecer ou beber menos álcool.

Pare de fumar

Uma pesquisa com 7.684 chineses demonstrou que o cigarro era a causa de cerca de um em cada cinco casos de problemas de ereção, uma vez que quanto mais cigarros você fuma, maior é a chance de ter problemas no futuro. A pesquisa encontrou evidencias que fumar 20 cigarros diariamente aumenta as chances de sofrer com a impotência sexual em até 60% quando comparado com quem não fuma.

De fato, fumar diminui os vasos sanguíneos e ajuda com que placas de gordura se acumulem nos vasos, o que reduz o fluxo de sangue das artérias. Fumar também diminui os níveis de óxido nítrico – composto químico que conserva os vasos sanguíneos “abertos”, e isso inclui os vasos do pênis.

Mantenha a glicemia normal

De fato, mais de 50% dos homens que sofrem com disfunção erétil tem diabetes. Cuide-se para prevenir e tratar essa doença.

 Novas pesquisas

Homens com disfunção erétil têm maiores chances de desenvolver a doença de Parkinson. Estudiosos estudaram 32.616 prontuários e encontraram evidencias que os pacientes de disfunção erétil tinham quase três vezes mais chances de ter a doença de Parkinson no futuro. De fato, essa relação parece ocorrer por lesões no sistema nervoso autônomo, que atua em funções essenciais como a respiração e a digestão.

Em teoria, reconhecer as motivações básicas para essa ligação pode criar maneiras de precaver a doença de Parkinson.